O SAPO RICO - Gabinete de Artes
22502
portfolio_page-template-default,single,single-portfolio_page,postid-22502,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-17.2,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,wpb-js-composer js-comp-ver-5.6,vc_responsive

O SAPO RICO

Category
Design e Comunicação, Ilustração

Um sapo extremamente avarento desenvolve o hábito de engolir suas economias para protegê-las de possíveis malfeitores. O procedimento impede que as moedas sejam roubadas e, com o passar do tempo, o sapo torna-se rico. Um certo dia, o nosso protagonista recebe a visita de um homem que lhe oferece enorme fortuna sem pedir nada em troca. O sapo aceita o presente e, assim que se vê sozinho, passa a engolir a montanha de moedas. O resultado é que o sapo não consegue mover-se com aquele volume dentro da barriga. A opção de vomitar as moedas o aliviará do peso mortal mas trará o risco de perder sua fortuna.

O conto é inspirado no talismã Chan Chu, que, para a cultura chinesa, está relacionado com a proteção e obtenção de riquezas materiais. Sua referência estética vem dos cartazes históricos do período da revolução cultural chinesa.

Conto ilustrado de Axel Sande para a Mostra Parla! – 3ª edição. A exposição foi montada no Brasil, China e Estados Unidos.